Auxílio Emergencial começa a ser pago em abril a beneficiários do Bolsa Família em Hortolândia

As famílias de Hortolândia cadastradas no Bolsa Família começarão a receber o Auxílio Emergencial do Governo Federal em abril.

Integrantes do CadUn (Cadastro Único), dentre eles os beneficiários do programa Bolsa família, do Governo Federal, e trabalhadores que se inscreveram pelos meios digitais da Caixa Econômica Federal já podem conferir online se têm direito a receber o Auxílio Emergencial, que volta a ser pago pelo Executivo Federal neste mês. Basta acessar o site https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/. O calendário divulgado pelo Ministério da Cidadania informa que o primeiro ciclo de repasses, que serão feitos na conta social, começa nesta terça-feira (06/04).



“Os créditos na conta social têm início já na próxima terça-feira (06/04) para trabalhadores nascidos em janeiro que se inscreveram pelos meios digitais da Caixa (informais, microempreendedores individuais e desempregados, entre outros) e integrantes do Cadastro Único do Governo Federal. O cronograma de créditos segue até 30 de abril, para nascidos em dezembro. Os saques dessa primeira parcela estarão disponíveis a partir de 4 de maio. Para os beneficiários do Bolsa Família, nada muda. Eles receberão os repasses de acordo com o calendário habitual do programa, que em abril tem início no dia 16”, informa o site do Ministério da Cidadania.

O Auxílio Emergencial 2021 prevê o pagamento de quatro parcelas mensais de R$ 250,00, em média. Mas há exceções: um deles é o caso da mulher chefe de família monoparental (que cria os filhos sozinha), que tem direito a parcelas de R$ 375,00; outro é o do indivíduo que mora sozinho (família unipessoal), que receberá parcelas de R$ 150,00. Confira o calendário completo de repasses no seguinte link: https://www.gov.br/cidadania/pt-br/noticias-e-conteudos/desenvolvimento-social/noticias-desenvolvimento-social/ministerio-da-cidadania-divulga-calendario-de-pagamentos-do-auxilio-emergencial-2021

“Devido à crise sanitária, a maior em um século, muitas famílias e indivíduos descobriram-se em situação de vulnerabilidade e risco social, enquanto outros tiveram sua condição agravada. O auxílio emergencial tem por finalidade fornecer proteção neste período de enfrentamento à pandemia do Coronavírus. Essa política retorna a população para oferecer um pouco de acalento nestes tempos tão difíceis”, avalia o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Francisco Raimundo da Silva.

De acordo com a Secretaria Municipal de Inclusão e Desenvolvimento Social, neste ano, não haverá novas inscrições para receber o benefício. Serão beneficiados somente os que já receberam parcelas em 2020.

Confira os critérios para receber o Auxílio Emergencial 2021:

•Cadastro Único atualizado
•Renda por pessoas da família não pode passar e meio salário mínimo R$ 550,00
•Renda total do grupo familiar deve ser de até três salários mínimos R$ 3.300,00
•Só 1 beneficiário por família
•Ter mais de 18 anos
•Não ter emprego formal
•Não ter rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019
•Não ser donos de bens de valor superior a R$ 300 mil de 2019
•Não possui qualquer tipo de benefício previdenciário, assistencial ou trabalhista com exceção do Bolsa Família

Segundo o Governo Federal quem pode receber?

O Auxílio Emergencial 2021 é limitado a uma pessoa por família e será concedido automaticamente ao trabalhador que estava recebendo, em dezembro de 2020, o Auxílio Emergencial e sua Extensão, desde que cumpra as novas regras de elegibilidade. O pagamento será feito por meio de conta poupança social digital, aberta automaticamente pela Caixa em nome do trabalhador elegível.

Para os beneficiários do Bolsa Família, o Governo Federal vai verificar se o trabalhador cumpre as regras para receber o benefício e, também, se o valor do Bolsa Família é menor do que o Auxílio Emergencial. Se for menor, a família receberá o valor a que tem direito do Auxílio.

Fonte Prefeitura de Hortolândia