Campinas divulga classificação de processo seletivo para contratação de agentes sociais

A Prefeitura de Campinas homologa nesta quarta-feira, 17 de junho, o processo seletivo simplificado, que visa a contratação de 25 agentes de ação social. Os profissionais vão atuar na Secretaria de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos.

Além da homologação, o Diário Oficial (www.campinas.sp.gov.br/diario-oficial/) também traz a classificação final, o resultado dos recursos, a relação dos candidatos que tiveram alteração de pontuação após a análise dos recursos e a convocação das pessoas com deficiência, que passarão pela Junta Médica Oficial, e dos candidatos que se autodeclararam pretos e pardos, para avaliação presencial junto à Comissão de Heteroidentificação.



De acordo com a coordenadora de Concursos, Recrutamento e Seleção, Juliana Miorin, os candidatos convocados para a avaliação da Junta e da Comissão que não comparecerem serão eliminados do processo seletivo. “A avaliação da Junta Médica e da Comissão de Heteroidentificação são etapas previstas no edital e os candidatos que não comparecerem serão eliminados, conforme previsto no edital”, disse.

A coordenadora lembrou, ainda, que após os resultados finais das análises dos cotistas, a Prefeitura pode iniciar as convocações, que serão feitas pelo Diário Oficial. “A convocação é publicada no Diário Oficial, mas é importante que o candidato mantenha os dados atualizados, porque a Secretaria de Recursos Humanos também encaminha email e SMS aos candidatos”, completou.

Mais de 2,8 mil candidatos disputaram as 25 vagas que estão sendo oferecidas. Deste total, 952 disputaram vagas da cota racial e cinco para pessoas com deficiência, após análise dos laudos enviados. “Esse é o primeiro processo de seleção com reserva de vagas para negros, o que por si só já é histórico. Entretanto, neste período de pandemia e em razão da ampla visibilidade da pauta do racismo em âmbito mundial, a importância da iniciativa municipal se sobreleva. A aplicação da lei de cotas é fundamental para a população negra ao promover a igualdade de oportunidade material social e econômica ”, disse a secretária Eliane Jocelaine Pereira.

Os agentes serão contratados pelo prazo de até 12 meses, sem possibilidade de prorrogação. O salário desses profissionais será de R$ 2.690,79, além do auxílio alimentação de R$ 1.041,51 e vale transporte nos mesmos moldes do pago aos servidores municipais.

Confira os resultados publicados no Diário Oficial

Processo Seletivo Simplificado – Agente de Ação Social

  • resultado dos recursos interpostos em relação ao resultado da Prova de Títulos;
  • publicação da Classificação Final (ampla concorrência, candidatos pretos e pardos e candidatos com deficiência);
  • publicação da Homologação do Processo Seletivo Simplificado;
  • convocação das pessoas com deficiência, classificadas, para avaliação presencial perante à Junta Médica Oficial da Prefeitura Municipal de Campinas;
  • convocação das pessoas que se autodeclararam pretas ou pardas, classificadas, para avaliação presencial junto à Comissão de Heteroidentificação.