Campinas já recolheu 5 mil t de lixo descartados irregularmente este ano

A Prefeitura de Campinas (sp) já recolheu 5 mil toneladas de resíduos despejados irregularmente desde o começo do ano até o dia 16 deste mês. Grandes objetos inservíveis como restos de móveis e resíduos de construção civil são retirados frequentemente dos pontos viciados pelas equipes da Secretaria de Serviços Públicos.

O descarte incorreto polui o meio ambiente e potencializa a proliferação de mosquitos e o surgimento de doenças. A situação é um dos desafios para enfrentar a dengue e a ação de limpeza integra as estratégias do Comitê de Prevenção e Controle das Arboviroses para conter a proliferação da dengue no município.



Campinas conta com 15 ecopontos na cidade, locais de entregas voluntárias desses materiais, e também com a operação Cata-Treco, serviço de coleta, retirada e transporte de resíduos volumosos nos locais do município.

O Comitê de Prevenção e Controle das Arboviroses vem realizando ações como operação cata-treco, limpeza de terrenos, controle de criadouros, nebulização em áreas de transmissão e orientações à população em toda cidade, para que seja evitada a propagação do mosquito Aedes aegypti.

O Comitê de Prevenção e Controle das Arboviroses, reúne 14 secretarias (Secretaria Municipal de Governo; de Saúde; de Educação; de Serviços Públicos; do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Recursos Humanos; de Administração; de Comunicação; de Trabalho e Renda; de Esportes e Lazer; de Cultura; de Habitação; de Relações Institucionais, e de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos), além da Defesa Civil, do 156 e da Rede Mário Gatti e da Sanasa. O Comitê planeja continuamente as atividades de combate à dengue, ao zika vírus e à chikungunya em Campinas.