Escolas estaduais reforçam busca ativa de alunos durante a pandemia

Preocupadas com o possível aumento da evasão durante a pandemia, unidades tem reforçado ações

Por conta da pandemia causada pelo coronavírus (covid-19), muitas escolas da rede estadual de São Paulo estão preocupadas com o possível aumento da evasão escolar durante este período e, por isso, reforçaram suas ações de busca ativa de alunos, mesmo com as aulas ocorrendo mediadas por tecnologia. Confira dois exemplos:



Na escola estadual Profª Margarida Paroli Soares, em Limeira, a equipe escolar, identifica os alunos que não estão acompanhando as aulas para que possa ser feito um primeiro contato virtual. Caso o aluno não responda a coordenadora da unidade vai até a casa do estudante.

Por meio desta busca ativa, eles conseguem identificar qual a dificuldade do aluno, levar os materiais impressos e os ajudar a acessar o Centro de Mídias SP e os outros canais de comunicação da escola. Nas visitas, a coordenadora Solange Pires Palermo estabelece a comunicação com as famílias, “Eles ficam bem surpresos e até se emocionam em ver que a escola tem uma preocupação em saber o que acontece na vida e na casa deles”, relatou.

Em Mogi das Cruzes, na escola estadual Profª Irene Caporali de Souza a equipe escolar também tem feito reuniões para traçar planos de busca ativa e acolhimento virtual. Além das reuniões internas são realizadas conferências com os pais dos alunos. A equipe realiza chamadas de vídeo em grupos com os alunos fora dos horários de aula, para incentivar a participação nas aulas.

“Por uma simples conferência, mostramos aos pais que mesmo distantes, estamos próximos e por muitas vezes essa ação ressignifica a importância dos estudos em meio a uma pandemia”, afirmou o diretor da unidade, Marcelo Fialho.