Hortolândia retomará aulas presenciais com 100% da capacidade na rede municipal a partir desta segunda-feira (08/11)

Portaria foi publicada no Diário Oficial do Município e vale para as 59 escolas da rede municipal e as 39 conveniadas pelo Bolsa Creche

A partir desta segunda-feira (08/11), as aulas presenciais e demais atividades realizadas na rede municipal de Hortolândia voltam a ser realizadas com 100% da capacidade de ocupação dos espaços públicos. Na prática, isto significa que chega ao fim o sistema híbrido de ensino, metodologia que combina ensino presencial com aulas remotas, por meio de atividades postadas no “Portal Educação na Rede” e também transmitidas no programa “Hortolândia Território de Saberes”, disponível no canal do youtube da Secretaria de Educação.



Segundo a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, o retorno presencial não é obrigatório para alunos pertencentes ao grupo de risco para a Covid-19. No entanto, é necessário que os estudantes apresentem à escola atestado médico que indique o impedimento de comparecer às aulas presenciais. Para estes alunos, nesta nova etapa, serão disponibilizadas atividades impressas.

A portaria n° 59, que trata do tema, foi publicada na tarde desta quarta-feira (03/11) na edição 1.349 do Diário Oficial Eletrônico do Município e vale tanto para as 59 escolas da rede, quanto para as 39 contratadas por meio do Programa Bolsa Creche e demais espaços de formação, como o Observatório Parque Escola e o Centro de Formação dos Profissionais em Educação “Paulo Freire”. O documento pode ser consultado neste link: https://publicacoesmunicipais.com.br:8443/api/acts/hortolandia/1349.

Em toda a rede municipal, desde a retomada das atividades presenciais, em 15 de setembro, vigoram medidas baseadas em “Protocolo Sanitário” para evitar a disseminação do Coronavírus. Para entrar no ambiente escolar é preciso usar corretamente a máscara individual (cobrindo boca e nariz), higienizar as mãos com frequência com água e sabão ou álcool em gel, manter distância segura do colega e não apresentar sintomas gripais, como espirro, tosse e febre, que poderá ser detectada com a medição da temperatura feita na porta da escola.

Atualmente, as unidades atendem com até 60% da capacidade física das salas de aula, em sistema de revezamento semanal. Cada unidade institui a grade semanal, garantindo quatro dias de aulas presenciais e um de interação remota dos professores com seus alunos. Além disso, desde o início da pandemia, as escolas da rede municipal também disponibilizam atividades impressas a estudantes que não tenha em casa tecnologia de acesso ao conteúdo remoto ou que prefiram usar material impresso.

“A decisão de retomarmos em 100% o nosso atendimento presencial é baseada na ciência, em dados atualizados da Saúde da nossa cidade e de toda a região e respaldada pelo Comitê da nossa municipalidade, que desde o início da pandemia tem realizado um trabalho sério, responsável e consciente de enfrentamento à Covid-19”, afirmou o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Fernando Moraes.

Confira abaixo um resumo do “Protocolo Sanitário” adotado na rede municipal:

  • Uso da máscara obrigatório para crianças acima de cinco anos (exceto as que têm TEA – Transtorno do Espectro Autista);
  • Manter as mãos sempre higienizadas;
  • Escolas disponibilizam álcool em gel em todos os ambientes:
  • Todas as escolas fazem a aferição da temperatura na entrada;
  • Todos os ambientes são higienizados a cada troca de turma;
  • Todos os profissionais da educação receberam a formação da Secretaria de Saúde para realizarem a retomada de forma segura;
  • O Departamento de Vigilância em Saúde faz visitas às escolas para sanar possíveis dúvidas e realizar orientações.