Marília Mendonça morre em queda de avião no interior de MG

Morre na tarde desta sexta-feira (5) a cantora Marília Mendonça em acidente de avião. Além dela mais quatro pessoas que estavam na aeronave de pequeno porte morreram.

O acidente aconteceu na cidade Piedade de Caratinga, Minas Gerais.



A cantora Marília Mendonça tinha 26 anos e estava no auge de sua carreira.

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) divulgou uma nota na noite desta nesta sexta-feira (5) informando que o avião transportava a cantora Marília Mendonça e sua equipe atingiu o cabo de uma torre de distribuição de energia, próximo ao local onde a aeronave caiu, segundo pilotos que sobrevoam a região próxima do horário do acidente que vitimou fatalmente a cantora e sua equipe, e testemunhas em solo relataram que avião atingiu um dos fios de alta tensão ligadas a uma torre.

Órgãos aéreos da região já vinham recebendo relatos de outros pilotos antes do acidente, entre setembro e agosto, de que os fios elétricos atrapalhariam os procedimentos de aproximação para pouso no aeroporto de Caratinga. São relatos denominados de Notam (Notificação Aeronáutica) que indicam dados sobre os riscos e alertam outros pilotos que se dirigem à região sobre perigos para operar no local.

Uma testemunha relatou às autoridades que, após colidir contra os fios, o avião teria perdido um motor. A aeronave tinha dois motores, mas, segundo essa testemunha, que também é piloto, a aeronave teria perdido sustentação com a colisão.

Para confirmar esse  ou outros fatores que podem ter contribuído para o acidente, a Força Aérea Brasileira fará uma perícia nos destroços do avião, ouvir testemunhas das pistas de pouso de onde o avião decolou e do destino, recuperar documentos, dados de inspeções técnicas, de manutenção do avião, e ver a qualidade do combustível usado na operação.

Em nota à imprensa, a Aeronáutica informou que “investigadores do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA 3), localizado no Rio de Janeiro (RJ), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA)” foram deslocados para o local da tragédia para apurar o acidente.