Motorista suspeita de bater em carro de família campineira não possui CNH

A motorista suspeita de dirigir o veículo que teria provocado o acedente que vitimou três pessoas da mesma família não tinha permissão para dirigir. A família campineira se envolveu em um acidente no domingo(07) na rodovia BR-050 entre Uberlândia e Araguari, em Minas Gerais, somente um dos filhos de 6 anos sobreviveu.

A Polícia Rodoviária Federal suspeita que a batida tenha acontecido durante uma tentativa de ultrapassagem. O boletim de ocorrência deve ficar pronto até o próximo dia 15.



O automóvel da família estava caído em uma ribanceira e foi localizado depois que o filho mais novo da família Monare, de 6 anos, foi encontrado por um caminhoneiro no acostamento.

O pastor Alessandro, de 37 anos, a esposa Belkis, de 35, e o filho mais velho do casal, Samuel da Silva Monare, de 8, foram enterrados na manhã desta quarta-feira(10) em Campinas.