Prefeitura aplica multa de R$ 10 milhões por atraso em obras do BRT

Se o atraso continuar, a Administração Municipal tomará todas as medidas necessárias para garantir a conclusão da obra

O prefeito de Campinas, Dário Saadi, determinou a aplicação de multa no valor de R$ 10 milhões ao consórcio BRT Campinas, responsável pelo Lote 4, Corredor Ouro Verde do BRT, por atraso nas obras daquele trecho dos corredores.



A decisão foi tomada após a Prefeitura notificar o consórcio duas vezes. Segundo Saadi, se o atraso continuar, a Administração Municipal vai tomar todas as medidas necessárias para garantir que a obra seja finalizada.

No caso em questão, o atraso refere-se a trechos viários em frente ao terminal de ônibus Ouro Verde, nas proximidades do Vida Nova, bem como no trecho da ponte sobre o rio Capivari.