São Paulo recebe da Turquia 650 respiradores e totaliza compra de 1,5 mil

Ao todo, 1.567 respiradores de UTI e de transportes já foram distribuídos desde o início da pandemia de COVID-19

O Governo do Estado recebeu nesta sexta-feira (12) mais 650 respiradores, totalizando a compra de 1.500 aparelhos, modelo Biyovent, da Turquia. Os aparelhos que desembarcaram no Aeroporto de Viracopos em Campinas, após desembaraço alfandegário, virão para o complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP para montagem e calibragem, e então serão distribuídos a hospitais do SUS em São Paulo.



Outros 850 ventiladores desta aquisição chegaram nas últimas duas semanas e estão sendo distribuídos para hospitais do estado. Esses equipamentos turcos foram adquiridos pela Fundação Butantan e doados ao Governo do Estado de São Paulo para o enfrentamento da pandemia do coronavírus, uma vez que respiradores são essenciais para a implantação de novos leitos de terapia intensiva.

No último mês, São Paulo também já havia recebido outras 351 unidades de uma compra da China e outros 100 de um fornecedor nacional. A pasta também recebeu equipamentos de UTI e transporte vindos do Ministério da Saúde.

Distribuição

Desde o início da pandemia, a Secretaria de Estado da Saúde já entregou 1.567 respiradores, que foram distribuídos para unidades hospitalares de 62 municípios e também equipou 50 ambulâncias com suporte para pacientes graves.

Foram contemplados hospitais da rede estadual, municipal e filantrópicos que realizam atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Entre os modelos estão 1.420 utilizados em unidade de terapia intensiva e 147 de transporte.

“Esses equipamentos são fundamentais para o tratamento de pacientes que necessitam de cuidados em terapia intensiva e vão ajudar o SUS de São Paulo a ampliar o número de leitos de COVID-19. A distribuição dos ventiladores é estritamente técnica e é feita para os locais com maior demanda de internações de casos da COVID-19, com estrutura e condição de abertura de novos leitos”, destaca o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

Megaoperação logística

A Secretaria de Estado da Saúde montou uma grande operação logística e técnica que inclui a montagem, testagem e calibragem dos equipamentos e permitem que eles sejam entregues aos hospitais já em condições para uso imediato. A operação está sendo realizada pelas equipes de engenharia clínica do Hospital das Clínicas e da Secretaria Estadual.

Região de Campinas

Região de Campinas

A região de Campinas já recebeu 82 respiradores de UTI para atendimentos de pacientes graves de COVID-19. Somente nesta semana foram 72 equipamentos para hospitais estaduais, municipais e filantrópicos.

Somente para o município de Campinas foram 45 equipamentos, sendo 35 para os leitos de UTI do AME e 10 para o Hospital das Clínicas da Unicamp. Os demais equipamentos foram para as prefeituras de Americana (5), Hortolândia (5), Nova Odessa (2) e Sumaré (5). Também foram contemplados o Hospital Augusto de Oliveira Camargo de Indaiatuba (5), a Santa Casa Anna Cintra de Amparo (5), Hospital Santa Bárbara de Santa Barbara d’Oeste (5) e o Hospital Municipal Walter Ferrari de Jaguariúna (5).