Acusado de assassinar Rafael Miguel, Paulo Cupertino é preso no Paraná

Procurado pela Polícia Civil de São Paulo desde 2019, quando o crime aconteceu, o empresário foi preso nesta quarta-feira (28) na cidade de Centenário do Sul, no Paraná

O empresário Paulo Cupertino Matias, de 49 anos, foi preso nesta quarta-feira (28) na cidade de Centenário do Sul, no Paraná. Acusado do assassinar o ator Rafael Miguel, de 22 anos, e os pais dele em junho de 2019, em São Paulo, o empresário não aceitava o namoro de sua filha com o jovem.



O crime aconteceu em frente da casa onde a namorada de Rafael, Isabela Ticherani, morava com a mãe na zona sul da capital paulista. Câmeras de segurança do local gravaram o momento em que o ator, os pais – João Alcisio Miguel e Miriam Selma Miguel – e a namorada saem de dentro de um carro. Nas imagens, Cupertino aparece atirando 13 vezes nas vítimas e fugindo em seguida.

Para se esconder, o empresário deu entrada em um documento de identidade falsificado, feito no Paraná, como o nome falso de ‘Manoel Machado da Silva’. A fraude foi desvendada nesta segunda-feira (26) pela Polícia Civil do estado, depois que Cupertino teria apresentado documentos falsos a um funcionário público da Prefeitura de Jataizinho, a fim de conseguir a identidade falsa.