Mulher é indiciada por levar cadáver a banco em Campinas

A mulher investigada por levar o cadaver do companheiro a uma agência do Banco do Brasil, em Campinas (SP), foi indiciada pelos crimes de estelionato qualificado tentado e vilipêndio a cadáver.

Josefa de Souza Mathias prestou depoimento na tarde desta sexta-feira (16) e negou o crime à Polícia Civil de Campinas.



O caso ocorreu no dia 12 de outubro, quando Josefa levou Laércio Della Coletta, de 92 anos, que estava morto há pelo menos 12 horas, a uma agencia para tentar sacar o benefício de aposentadoria. O corpo foi levado de cadeira de rodas no Banco do Brasil do Centro da cidade.

Segundo a polícia, foram ouvidas testemunhas do caso hoje, entre elas o chefe de segurança da agência bancária e a porteira do prédio, além da vizinha que teria ajudado Josefa. Um terceiro homem, companheiro da vizinha, também deve ser ouvido pela investigação.

Laudos da necrópcia indicaram morte prévia e de causas naturais de Laércio.